Festival No Ar Coquetel Molotov, em São Paulo, reúne os artistas mais quentes da temporada

Baco (Exu do Blues), Maria Beraldo, Edgar e Coletividade NÁMÍBIÀ estão no line up do festival No Ar Coquetel Molotov, em São Paulo. Artistas se unem a Tuyo, Boogarins, Karina Buhr, Alessandra Leão e Isaar, dia 30 de novembro.

45630255_10156886312124339_7456871087729541120_n

Para a estreia do festival pernambucano em São Paulo, o No Ar Coquetel Molotov reuniu um time de peso e divulga hoje todas as atrações que estarão dia 30 de novembro, na Lapa. Além dos nomes já anunciados, como Boogarins, Tuyo e um show especial de Karina Buhr, Alessandra Leão e Isaar, estarão também Baco (Exu do Blues), Maria Beraldo, Edgar e o Coletividade NÁMÍBIÀ. Apostando em um line up diverso, o No Ar fortalece a sua posição na plataforma Keychange, conhecida por incentivar a igualdade de gêneros nos festivais. O evento tem o apoio do Proac/ICMS, patrocínio da Ballantines e a Budweiser como cerveja oficial.

Além dos shows, o festival vai contar também com a Feira Polvo, conhecida por reunir produtores independentes de diferentes segmentos. Essa parceria, inclusive, vai de encontro à iniciativa da etapa que rola no Recife, que há mais de 10 anos também tem uma feira super especial com expositores pernambucanos.

Atrações

A cantora e compositora Maria Beraldo é também conhecida por tocar e cantar na banda de Arrigo Barnabé e ser integrante da Quartabê. No festival, ela irá tocar as canções do seu álbum de estreia, CAVALA (Selo RISCO). O disco traz o grito de liberdade de uma mulher lésbica e traduz o passo de uma clarinetista que se transforma em compositora e sobre a estreia do festival em São Paulo, ela comenta: “Sinto que o Coquetel Molotov em São Paulo deve carregar pra cá um pouco do fervo de Recife e elevar nossas temperaturas pra onde elas precisam chegar pra que a gente sobreviva e se fortaleça nesse inverno que vem vindo. Eu que vou tocar na edição do Recife também, serei mais um material de alta condução dessa temperatura vital. A cavala vai estar de cavalaria”. Maria vai se apresentar no palco Monkeybuzz, assim como Diogo Moncorvo que, sob o codinome de Baco (Exu do Blues), ganhou o Brasil com a música Te Amo Disgraça, responsável por angariar prêmios em diversos eventos do país, incluindo o Prêmio Multishow, neste ano, quando foi escolhida como Canção do ano e, além disso, ele também foi o Artista Revelação da premiação. No show do festival, Baco vai apresentar músicas dos seus trabalhos anteriores, como o disco Esú, e também canções do álbum Bluesman, que será lançado dia 23 de novembro.

O rapper paulista Edgar, uma das revelações da nossa safra musical do país, chega com tudo e apresenta o álbum de estreia Ultrassom, lançado em setembro deste ano. Conhecido por sua alma nômade e cidadão do mundo, ele insiste no princípio básico do rap: compromisso social. No ritmo, no entanto, ele foge da tradição ao trabalhar com batidas lineares e quase metódicas, produzidas por Pupillo, que também assina com o artista as faixas Felizes eram os golfinhos e Saúde mecânica.

Diretamente de Curitiba, Tuyo é um trio de folk futurista formado por Lio, Lay e Jean, que estreia no No Ar, no palco Monkeybuzz. Juntos, eles criam uma fusão entre o orgânico e o sintético num labirinto de voz, violão e beat. Com um som flutuante, letras existenciais e elementos lo-fi, a trinca de compositores paranaenses mescla o violão denso de Machado com o trabalho vocal audacioso das irmãs Lio e Lay Soares. Em 2017, lançaram o EP Pra Doer e preparam um novo trabalho para ainda este ano.

Com três discos no currículo, As Plantas Que Curam (2013), Manual (2015) e Lá Vem a Morte (2017), a banda Boogarins, que estará no palco Coquetel Molotov, é uma veterana do indie. Estreou no palco do Coquetel Molotov em Recife, em 2016 e, em 2014, se apresentou em uma festa de abertura do festival, quando, inclusive, foi a primeira vez que saiu da cidade natal, Goiânia (GO). Formada por Benke Ferraz, Dinho Almeida, Raphael Vaz e Ynaiã Benthroldo, depois de 2014, já esteve em grandes festivais pelo mundo, como o concorrido Coachella, que acontece na Califórnia (EUA).

Além disso, o público vai poder conferir um show especial que reúne as cantoras, compositoras e percussionistas, Alessandra Leão, Karina Buhr e Isaar, também no palco Coquetel Molotov. Juntas, elas encabeçaram, nos anos 90, a banda Comadre Fulôzinha e suas músicas cativaram o público rapidamente, o que fez com que elas começassem a circular pelo Brasil e em países da América do Norte e Europa com sonoridades marcadas pela força das vozes e da percussão. Agora, 20 anos depois, voltam a se encontrar para apresentar show especial na edição de São Paulo do Festival No Ar Coquetel Molotov. O repertório é baseado na relação das cantoras e compositoras com ritmos tradicionais do Nordeste e é composto por músicas da carreira solo de cada uma e interpretações especiais de canções da Comadre Fulozinha. No paralelo, as três artistas trabalham em novos projetos solo.

E quem vai encerrar a festa é a Coletividade NÁMÍBIÀ com DJ set de Dany Bany e Valentina Luz, além de performances de Ana Giselle, Paulet Lindacelva e Euvira. Através de referências que vem de Detroit e Chicago, sabe-se que as origens do Techno e House são de artistas negros incríveis, como Juan Atkins, Derrick May e Kevin Saunderson, o “Belleville Three”, e Frankie Knuckles e é através deste viés que transitam as perfomances das artistas que integram o movimento. “Nós somos uma coletividade de pessoas negras, majoritariamente TLGBQ+, que conecta artistas de diferentes áreas das artes visuais e da música, de diferentes regiões do país, com destaque pra região nordeste. A coletividade se dá pelo agrupamento rotativo de artistas que possuem interesses em comum, como uma articulação política que tem como objetivo a democratização da cultura, a inserção e valorização de artistas TLGBQ+ negros, trazendo visibilidade, representatividade, ocupando e resistindo na cena noturna de São Paulo. Buscamos também dar acesso a entretenimento a pessoas trans e negras, com intuito de criar espaços de sociabilidade saudáveis e possibilitar oportunidades de trabalho através da nossa produção artística e intelectual, criando uma rede de apoio, de forma que os projetos individuais sejam potencializados com a coletividade“, conta Euvira.

No Ar Coquetel Molotov em São Paulo
Local: Rua Guaicurus, 324 – Lapa
Data: Sexta-feira, 30 de novembro
Horário: A partir das 17h
Ingressos LIMITADOS: 1º Lote Promocional: R$25,00 (Meia), R$ 50,00 (inteira) e R$25,00 (social – levar 1 kg de alimento não-perecível)
Forma de pagamento no local: Dinheiro, online e cartão
Permitido para maiores de 18 anos
http://www.coquetelmolotov.com.br | http://www.facebook.com/noarcm